Do baú!

Ontem estive a reler um blog meu de 2003/04 e cheguei à conclusão que já escrevi muito melhor em comparação com o que escrevo agora, mas, também (como é normal na adolescência), tudo o que escrevia ia acabar de uma forma ou de outra no tema sexo.


11 de Janeiro de 2004

Olá a todos! Devem ter sentido imensas saudades minhas... Já lá vai mais de uma semana desde o meu ultimo post, e uma semana, sem publicar os meus pensamentos e divagações (como diria o meu amigo Luis) é uma grande perda, culturalmente falando, para toda a aldeia global. Bem... O tema que vos trago hoje, é sem dúvida, o mais marcante de toda a minha conceituada carreira "Weblogistica". É uma verdadeira história merecedora de um livro da grande editora "EUROPA-AMÉRICA" (já que só lhes falta publicar livros com SMS's corrente... Ai desculpem... Soube agora que já publicaram)... É um caso verídico de amor... Um autêntico drama dos nossos lares... Talvez absurdo para os leigos do amor, mas para quem vive sedento da eterna paixão, é só mais uma história, mais um caso, talvez, em tudo, semelhante à história da vossa vida afectiva. Já toda a gente deve ter lido em revistas, panfletos, jornais... "O amor não escolhe idade, raça, nem sexo", mas uma situação com a intensidade com que esta foi vivida, é um autêntico caso singular. Dois individuos de raças diferentes cujas idades são fortemente separadas por amplitudes geracionais de grande escala, viveram um conturbado, curto mas intenso romance. Pode-se dizer, que a única caracteristica em comum, era mesmo, o facto de ambos serem individuos do sexo masculino. Passo a explicar... No caso daqueles dois, tem de se compreender, que não podiam conviver muitas vezes, a relação estava presa por um fio, e a única opurtunidade que obtiveram, tentaram aproveitar. É o verdadeiro caso, da experiência anal entre um PikenuA Albino de pilinha cor-de-rosa, e um Caniche de pelagem cinzenta. Tomix e Dingo respectivamente! Não esquecendo mencionar, que são dois belos exemplares, cada um de sua raça... Também não esquecendo o facto de Tomix, ter apenas 3 anos e pouco, e Dingo ser um veterano nas andanças da vida, já com uns bem vividos 12 anos. Pois bem... Estava o cão do meu primo (Tomix) na rua para (supostamente) fazer as suas necessidades fisiológicas, e aproveitou para exercer outro tipo de necessidades, ENRABAR O DINGO!!! Por amor de Deus, isto depressa passa de um verdadeiro caso de amor, para uma trágica história em que Dingo foi apanhado desprevenido... 12 anos... 12 anos... É uma vida, merece respeito! É um velho cão já podendo ser considerado, um ancião... E estava no local errado à hora errada! Se não fosse a dona Glória a contar ao meu primo (Camolas), ainda hoje o seu cão estava a foder o orificio anal do sr. Dingo, e, segundo a dona Glória, Tomix estava convicto que era aquilo que queria fazer, de tal maneira que controlava toda a situação. O desgraçado do velhote, só conseguia ganir com todas as suas forças, enquanto que o suor de Tomix escorria-lhe por aqueles bigodes que transpiravam jovialidade. Deixo uma grande questão no ar. Caso de Amor? Ou Violação? Será que Dingo queria levar no cu? Ou estava simplesmente a passar pela zona, abanando a sua cauda detentora de bastante sex apeal (segundo as tendencias de Tomix)? Mais uma vez, Mário Lopes a fazer-vos pensar acerca dos complexos problemas da nossa sociedade! Mais uma vez, a despertar-vos as mentes.
publicado por Mário às 09:52 | link | comentar | partilhar