Las aventuras de Mario en Mechelen

Tipo, estar à meia-noite numa cidade a mais de 20 kms de distância da minha casa, não ter outro meio de transporte a não ser o comboio, comboio esse que não passou à hora prevista e que só passaria às 5 da madrugada, ter de estar antes das 06:10 à porta do meu prédio para poder apanhar a carrinha do trabalho e não saber se mesmo apanhando o comboio das 5, este chegaria a tempo e horas de pedalar na bicicleta estacionada na estação de Antuérpia até casa e apanhar a puta da carrinha... Percebem o stress? Ou fazem ideia?

Conclusão: pernoitei na residencial Ferraz, acordei às 4:30, fui um bocado acagaçado até à estação (porque na noite anterior tinha sido assaltado), cheguei às 5:36 a Antuérpia, pedalei que nem um Pantani até casa, troquei de roupa, arrumei a mochila e voilá... Eram 6:09 quando estava à espera da carrinha.

Depois disso? Uma hora de viagem até ao emprego, 11 horas metido naquele monte de esterco, mais uma hora de regresso e estou aqui.

Quero uma sandes de choco e uma cama...

publicado por Mário às 18:28 | link | comentar | partilhar