4 meses

P'ra quê escrever tudo o que sinto, quando posso segredar-te ao ouvido...

publicado por Mário às 23:18 | link | partilhar