5 Meses de Macbook - Análise

Começo por sublinhar que me irrito com a nova religião tecnológica e seus seguidores. Aqueles que veneram marcas e empresas como se fossem o melhor que o mundo produz e, como se os seus concorrentes comerciais fossem lixo. Neste aspecto, a Apple e os seus beatos ganham a qualquer outro exemplo.

 


Nunca fui um gamer compulsivo. Jogava ocasionalmente mas, ainda hoje considero qualquer consola mais apta para esse efeito que um PC. Talvez por isso, nunca necessitei de grandes máquinas. Tive 2 computadores baratos entre os 14 e os 21 anos e só troquei o primeiro porque sobre-aqueceu derretendo vários componentes. Posto isto, 

Há cinco meses, comprei um Macbook (a gama mais baixa dos portáteis Apple) porque achei que era algo feito à minha medida. Confesso que o design foi o que menos me atraiu. O que me interessava mesmo eram as ferramentas disponíveis e principalmente, a necessidade de mudança.

Pois bem, já passaram uns mesitos e agora que passei a fase da familiarização penso estar apto a fazer uma avaliação despretensiosa.

 

Mac OS X - Mais bonito que o XP, menos bonito que o Vista, mas ao contrário deste último, funciona. As coisas fluem e, nem com uma máquina duas vezes superior conseguiria obter o mesmo rendimento com o novo OS da Microsoft.

 

Finder - Faz com que o Explorer pareça uma invenção dos homenzinhos de Neandertaal.

 

Dashboard - Podia nem existir. Nunca o usei a não ser para consultar o calendário.

 

Mail - Uma grande ferramenta. Simples, mas que me permite - ao estar ligada na Dock - ter em tempo real actualizações de mails e RSS Feeds.

 

Safari - Continuo a preferir o Firefox. Mesmo agora que já é compatível com o editor de posts dos blogs do Sapo.

 

iTunes - Se bem que tenho saudades da leveza do Winamp, este foi o único media player que fez com que tivesse vontade de organizar a biblioteca de músicas.

 

Photo Booth - Não uso muito, mas que é engraçado é... E claro, a qualidade da webcam iSight integrada ajuda.

 

iPhoto - Prefiro o Picasa mas, os senhores do Google nunca mais se desengomam. 

 

iMovie - Pertenço àquela pequena percentagem de utilizadores que gosta mais do novo iMovie que da versão anterior. Quanto à comparação com o Windows Movie Maker, bem... São de divisões diferentes porque este é bom.

 

Garageband - Haverá algo melhor para o podcasting?

 

iDVD - Capaz de fazer coisas realmente geniais. Ainda não o usei a sério. Vou fazê-lo na edição do vídeo do casamento de um amigo. Depois conto o que achei.

 

Agora, o software que adiciona mais-valias ao uso da maquineta:

 

- Adium (Para comunicar com os contactos do Live Messenger, do Gtalk e do ICQ em simultâneo)

- Bitrocket (Torrent Client)

- Mozilla Firefox

- iResizer (Uma forma rápida de redimensionar imagens)

- Photoshop CS

- Microsoft Office 2008

- DivX Player

- Vários video e audio codecs para que os formatos wmv e wma possam ser lidos pelo Quicktime (procurem no amigo Google)

 

Os jogos com que, de vez em quando, lá me vou entretendo:

 

- Football Manager 08

- Europa Universalis III

- Solitaire XL

- Chess

- Full Tilt Poker

 

No geral, estou bastante satisfeito com o computador. A transição de PC para MAC foi tranquila portanto, se têm medo de não se conseguirem libertar dos antigos vícios mas querem uma máquina MAC, comprem-na. Contudo não alimentem falsas esperanças - são poucos os jogos mainstream disponíveis.

A principal falha do universo Apple, é haver poucas alternativas freeware. Se em vez de andarem todos aos beijinhos com o Steve Jobs, começarem a trabalhar em software livre, talvez ajudem mais na disseminação da marca.

publicado por Mário às 19:41 | link | comentar | partilhar