Jogatanas

Olá badamecos. Como devem ter reparado - e se não repararam, um raio que vos parta - ausentei-me uns dias das lides blogocoiso. O principal motivo foi, estar enjoado de vocês, pois não me posso limitar a socializar com gente feia que possuí acesso à Web. As pessoas feias sem acesso à rede também têm direito.

Acontece que ter um acidente de trabalho nesta altura do ano até se revelou oportuno. Preferia nunca o ter tido, claro, mas à boa moda mariana (de Mário) há que destacar sempre o lado positivo da desgraça. Do género "O teu pai morreu? Ao menos não tem de aturar mais a cabra da tua mãe...".

Dito isto, neste momento tenho dois vícios superiores ao blogging, e são ambos vícios de grupo.

 

Poker

 

Fui influenciado pelo meu amigo Jorge que respira desta merda. Faz hoje uma semana que fiz uma sessão lá em casa. Éramos 4, havia a bela da toalha verde, a mesinha redonda, o ambiente de fumo e muita mine (forma correcta de pronunciar mini em Setúbal). Foi engraçado. Perdi dinheiro e ganhei uma sra. dona ressaca.

 

Buzz

Sabem o que é, certo? O jogo para a playstation, com os comandos personalizados e a voz do Jorge Gabriel... Bem, vocês não imaginam o quão viciante é esta porra. E tenho de dizer que até há poucos minutos era o campeão invicto. Ontem em vários jogos com 5 pessoas na faixa etária dos 20-30, dei sempre grandes tareões. Há pouco, joguei com o meu irmão de 11 anos no modo fácil e perdi. Não é grave. Fica o troféu em família.

 

E sexo? - Perguntam vocês.

Fraquinho, muito fraquinho...

publicado por Mário às 17:12 | link | comentar | partilhar