Faz casamentos e baptizados

Toda a gente usa a frase para troçar de artistas que tocam música a metro, daqueles que conseguem estar horas seguidas à frente de um teclado Yamaha a fazer rapsódias que incluam a Cabritinha e as kizombas da berra. Neste caso é um pouco diferente...

Dois amigos meus vão casar-se no próximo dia 14 de Setembro e, anteontem fui convidado para uma função especial. Não, não vou entregar as alianças. Os vestidos brancos não me ficam bem e cestinhos não são a minha onda.

Fui convidado para fazer o vídeo do evento. Num registo mais intimista e descontraído que o habitual, é claro, mas ainda assim pretendo dar o meu melhor. Não sendo um profissional da área, nem tendo qualquer tipo de experiência, estou com óptimas expectativas. Isto porque já vi alguns filmes do género de pessoas conhecidas e, sinceramente, acho que dou conta do recado.

A parte complicada vai ser voar da casa do noivo para a da noiva naquela fase em que se tiram fotografias com a famelga e, onde se aproveita para mostrar os "córtinados".


Estou cheio de ideias para a montagem/organização do DVD e para os conteúdos - para além das habituais cenas da igreja, da dança e do bolo - que tenciono incluir. Pequenas entrevistas, depoimentos dos intervenientes e se possível, o top bêbedos (acho que nunca foi feito).

Tenho muitas mais ideias mas, não me posso alongar porque o noivo sabe o endereço aqui do estaminé.

Agora, o primeiro problema reside em arranjar uma videocam que tenha imagem e som ao nível do plasmazorro do casal. Vou ter de mexer os cordelinhos, mas se alguém tiver um equipamento jeitoso que me quiser emprestar, eu pago um néctar e uma sandes mista.

publicado por Mário às 08:52 | link | comentar | partilhar