Back to the primitive

 Hoje, enquanto estava na casa de uma das minhas avós, lembrei-me de lhe vasculhar as gavetas, em busca de fotografias minhas de quando era pequeno. Isto porque, há uns dias tive um pensamento pertinente...

Com o divórcio dos meus pais e a consequente fragmentação da família, todos os meus registos fotográficos antigos dispersaram-se. É como se tivesse um passado perdido, algures espalhado pelo presente dos outros.
Assim sendo, é minha atenção reunir todo esse material nos próximos meses.

Como na altura em que vasculhava as gavetas tinha a Kodak comigo, tirei fotografias a algumas das... fotografias:



Aqui apresento-me num traje descontraído, sentado no edredon da Barbie da minha prima. Toda a minha atenção é direccionada para aquela estranha figura de cetim laranja.
Deveria ter uns meses valentes...




Nesta, já possuia uma farta cabeleira mais à imagem da que tenho agora, se bem que, hoje sou muito menos Michael J. Fox e mais Jesus Cristo. 
Aquela era a cama na qual me recusava a dormir. Lembro-me de ter medo do escuro e de berrar que nem um bebé até relativamente tarde, e falo em anos, não em horas. 
Mas aqui estava bem disposto. Demasiado até.




Não me orgulho nada daquele outfit mas, estava com uma pose do caneco...




AHHHHHHHHHHHHHHHHHHH! (Só funcionava se tivessem lido o post devagarinho com recurso ao scroll do rato)!

publicado por Mário às 20:12 | link | comentar | partilhar