Dasss

Já entalaram alguma vez as mãos numa porta de um carro? Não é fantástico?

Hoje à tarde senti-me a "pártenér" de um qualquer David Copperfield série B... 
A palma da mão fora da viatura e os dedinhos a mexer no lado de dentro. Fabuloso. E aquilo não dói tanto como pensava. Os dedos ficaram vincados e inchados, é certo, ainda agora não os posso dobrar, é certo, fez sangue, é certo, mas porra, o meu imaginário "gore" sempre idealizou uma cena destas como uma guilhotina medieval. Errei.
Mais doloroso, foi quando a mãe do André - aqui há uns anos - arrancou com a viatura ainda antes de eu ter entrado totalmente. Melhor, só tinha uma perna lá dentro e fui a arrastar-me com o resto do corpo durante uns 100 metros. Não fosse o meu olímpico jeito para o car-skating, e ainda hoje estaria o André de cu para o ar a juntar pedaços do Mário.
É por isto que os meus meios de locomoção favoritos são o par de 45's que Deus me deu e, em último caso, o autocarro. Se bem que já ia partindo a cremalheira num acidente à la pata. Mãos nos bolsos... Nunca caminhem de mãos nos bolsos!

publicado por Mário às 20:09 | link | comentar | partilhar