O meu bigode

 Apresento-vos em primeira mão, o meu bigode. É certo que, não é um bigode legítimo porque é adornado com pelos no queixo, facto esse que desvia a atenção do dito cujo, mas ainda assim é um senhor bigode, e o meu primeiro, por sinal...




Repare-se na falta de pelagem na zona central, entre o lábio e a ponta do nariz. Sim, é de origem. Deus criou-me com muitos pêlos, mas ali nem um. Ora, o que seria do Hitler sem aquele pedaço de bigode?



Ou mesmo o nosso Zézé Camarinha?



Retira logo à partida 50% do carisma, e é por isso que nunca vou ter êxito a asfixiar judeus nem a engatar loiras em série.
É tudo uma questão de bigodaça...

publicado por Mário às 19:49 | link | comentar | partilhar