O tio Zé

Gosto do Sporting desde muito pequeno. O culpado disso foi o meu avô Manuel, que com subtileza, lá me ia oferecendo brindes com o símbolo de Alvalade. 
Depois de reunir uma vasta colecção de copos, porta-chaves, autocolantes e postais, não tive escolha. Nunca poderia ser simpatizante doutro clube de futebol, e possuir tanto merchandising sportinguista.
Contudo, e porque não sou fanático, é-me permitido ter dois clubes de eleição. O primeiro já referi, e o segundo é o Vitória de Setúbal.
Para isto muito contribuí ser sobrinho de um antigo internacional AA da década de 70, defesa central do Vitória (e mais tarde, adivinhe-se, do Sporting)...

José Mendes num autocolante da colecção "Ídolos do Desporto"


Companheiro de Octávio Machado, Jacinto João (Jota Jota), Joaquim Torres e Carlos Cardoso, o tio Zé (José Mendes) pertenceu ao famoso plantel que obteve o 2º lugar no campeonato nacional em 71/72 e o 3º lugar em 69/70, 72/73 e 73/74. Também ajudou a proteger a baliza de Torres quando o Vitória esmagou gigantes europeus, entre os quais: Leeds United, Inter de Milão, Fiorentina, Lyon, Spartak de Moscovo, Hayduk Split, Rapid de Bucareste e Anderlecht.

Por gostar do Vitória, e por me orgulhar desta herança familiar, os recentes desaires do Sporting têm sido atenuados pelo bom momento da equipa sadina... 

publicado por Mário às 19:40 | link | comentar | partilhar