Sábado, 10.10.09

I'm a jamaican in New York

Faz hoje um ano que desembarquei em Bruxelas. A esta hora, já tinha mais de uma hora de voo e estava muito nervoso. Era a primeira vez que voava sozinho, ainda para mais sabia que tão cedo não poderia voltar a Portugal.
Deixei grande parte da família (porque o resto vive por estas bandas), os amigos, a minha cidade, tudo ficou para trás. Durante dois meses, trabalhei em Eindhoven (Holanda) durante a semana e passei alguns fins-de-semana em Antwerpen (Bélgica), entre a casa do meu pai e a da minha tia. Para alguns, a minha viagem foi um acto de cobardia e bla bla bla mas gostava de os ver passar por algumas situações que passei, e por momentos de solidão que só quem está sozinho fora do país compreende. Hoje tenho tudo muito mais facilitado. Mudei-me para Antwerpen, tenho uma relação feliz com a pessoa mais maravilhosa deste mundo, trabalho com o meu pai, tio e primo, a minha tia mora por cima, e entretanto trouxe a minha mãe e o meu irmão para cá. Hoje sinto-me me casa. Faltam algumas pessoas mas, eu já vivia antes delas entrarem na minha vida. E sinceramente não me arrependo de nada. Lutei para ter aquilo que me faz sentir feliz e não tenho qualquer tipo de vergonha em sublinhar que trabalho numa ETAR, e que muitas vezes preciso usar galochas de borracha para proteger os pés de lamas biológicas a que eu, carinhosamente chamo merda. Mas essas galochas já possibilitaram não deixar faltar nada à minha mãe no primeiro mês que cá esteve (que conseguiu trabalho em regime efectivo - graças à Joana e à sua família - e que no dia 1 de Novembro vai morar para a sua própria casinha), nem tão pouco ao meu irmão que se está a integrar muitíssimo bem numa escola belga onde aprende diariamente o holandês.
Confesso que me acho subvalorizado no meu trabalho e que consigo bem melhor mas, também sei que não abracei a carreira de alma e coração e que esta é apenas uma fase de transição até que me sinta realizado. De qualquer forma, para mim, a realização profissional é secundária. Já trabalho há alguns anos em coisas que não gosto e a única vez que me fui abaixo foi quando fiquei desempregado. Tenho espírito de sacrifício. Há quem não o tenha.
Feita a nota comemorativa do primeiro ano fora de Portugal, e do breve resumo do que isto tem sido, peço que fiquem atentos aos próximos posts. Ainda não decidi qual a regularidade com que actualizarei esta coisa, depois aperceber-se-ão...
publicado por Mário às 13:18 | link | comentar | ver comentários (3) | partilhar
Quinta-feira, 23.04.09

Conversas no Messenger #1

Luís: Tenho que comprar o bilhete e ir para aí.

Mário: Vem... Agora já tenho casa para puderes pernoitar mas, ao fim da 2ª noite se não tiveres arranjado trabalho meto-te numa montra a vender o cú.
Luís: Ai que porca.
publicado por Mário às 20:49 | link | comentar | partilhar
Sexta-feira, 27.03.09

Portugal don't worry...



Mário is ok!
publicado por Mário às 18:47 | link | comentar | ver comentários (2) | partilhar
Quarta-feira, 25.02.09

O melhor fim-de-semana desde que te conheci...

... foi passado em Rumst e na Cascade d'Ambléve em Coo.

Foram dois dias fantásticos, que começaram com um jantar na casa duns amigos enquanto assistíamos a um Sporting - Benfica cujo resultado me agradou (era o único leão numa casa de águias e dragões). No Domingo levantámo-nos cedinho para rumar à região de Liége.

Com o TomTom a levar-nos para o meio dum desfile de Carnaval, e depois de andarmos perdidos numa zona que para mim era Trás-os-Montes, lá demos com a Cascade d'Ambléve (na fotografia abaixo) em Coo (que se lê Cúu).

 

 

Aconselho vivamente a quem quiser passar um dia num ambiente romântico e/ou familiar. A paisagem e a força da água valeram bem a pena.

 

 

Mas o que verdadeiramente contou foi a companhia da Linda e do Patusco mas, principalmente a tua. Amo-te babe

publicado por Mário às 21:49 | link | comentar | ver comentários (7) | partilhar
Domingo, 08.02.09

Babel

15.30/Domingo: Eu e o meu primo no carro de dois mongóis, estacionados num bairro marroquino, prontos para irmos de encontro à gravação dum videoclip de um amigo bósnio, onde figuravam alguns arménios e uns quantos belgas.

publicado por Mário às 19:54 | link | comentar | ver comentários (5) | partilhar
Domingo, 01.02.09

Raptovenaar - Vingerdans

Ora, um momento de publicidade.

Se ainda não se aperceberam, detesto hiphop (ao ponto de recusar uma fotografia com o Sam The Kid) mas, neste caso o hiphop faz parte da vida de um amigo, o Enis.

Bósnio, residente belga desde miúdo devido aos conflitos bélicos no seu país que todos tivemos o (des)prazer de assistir via TV, namorado da irmã da "minha"... Joana, uma excelente companhia, um great pal. Assina Raptovenaar e canta em holandês.

Fiquem com Vingerdans (traduzido para português soa esquisito, portanto em inglês: Finger Dance).

 

 

publicado por Mário às 19:26 | link | comentar | ver comentários (25) | partilhar
Domingo, 04.01.09

Bom 2009 ou lá o que é...

Desculpem a ausência mas, tenho estado num retiro espiritual (que consiste em ver os filmes de terror que metam a maior quantidade de sangue possível) desde dia 31 e só voltei hoje, muito mais sereno claro, mas com dores no ripado por dormir todo torcido. Espero que a vossa passagem d'ano tenha sido boa e que, tenham enfardado as passas todas por ordem, ou ao mesmo tempo, na verdade, quero lá saber.

 

publicado por Mário às 00:28 | link | comentar | ver comentários (6) | partilhar

FacebookFlickrLast.fmVimeo

Recentes

 

Arquivo

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

Links

RSS