A Escola

É perto de casa e por isso, dá para ir met de fiets, que é como quem diz, de bicla. Claro está que fiz exactamente o que se faz nos primeiros dias de escola: amiguinhos. O Jobe (Austrália), o Sanjeewa (Sri Lanka), o Omar (Tunísia) e um irlandês que é doutra turma. Nisto de fazer amigos na escola, o mais importante são as semelhanças. Quando éramos miúdos normalmente, haviam os que jogavam futebol, os que gostavam de cinema, os que andavam de skate, etc, e por aí iam-se definindo grupos. Mas, o que poderá haver de semelhante entre um português, um australiano, um sri-lanquês (esta palavra não deve existir), um tunisino e um irlandês (além do facto de sermos todos jovens adultos que emigraram)? Falamos inglês e fumamos. Foi exactamente à volta do cinzeiro na pausa que nos demos a conhecer e foi porreiro poder trocar impressões com gente tão diferente. A professora é muito simpática mas quando foi preciso mandou calar os dois arménios matracas com um eloquente SHIIIIIU. Gostei disso. Reparei que sou o único europeu da minha turma e que a maioria (árabe) terá de estudar o alfabeto em casa. Resumindo, gostei. Quinta-feira há mais.
publicado por Mário às 14:05 | link | comentar | partilhar