Inaptos


Não me querendo armar em esperto, parece-me que os meus colegas de escola saíram todos do mesmo cano roto. O cano da lentidão. Isto porque, é inexplicável a falta de aptidão para certa gente aprender. E se bem que compreendo a dificuldade dos que, nos seus países de origem nunca foram confrontados com o alfabeto ocidental, não percebo qual a dificuldade do australiano (por exemplo) ou a do gajo do Sri Lanka (que fala inglês perfeito), já que, eu que sou oriundo de um país latino, vejo-me muitas vezes a fazer análises à nova língua com base no inglês que, obviamente, pertence ao mesmo grupo linguístico do neerlandês. É bem mais fácil assim, pois, tenho algo com que comparar a matéria aprendida e assim, recordo-me posteriormente das diferenças e das semelhanças. Claro que isto é só agora, na fase inicial, porque chegarei a um patamar em que conseguirei pensar em neerlandês.
Posto isto, notei que hoje, a professora raramente se dirigiu a mim, escolhendo apenas os que têm mais dificuldade, mesmo quando o que tinham de responder estava estampado no quadro. E para o colombiano, é demasiado complicado perceber que Jij (tu) lê-se e não . Porquê? Não sei.
publicado por Mário às 15:41 | link | comentar | partilhar