Quarta-feira, 30.06.10

O Titânio está dentro do osso pá!

Ainda não me debrucei sobre o assunto World Cup, mas agora que li este comentário da Tina, escrito no Sapo Desporto momentos antes do jogo em que "os navegadores" (adoro estas invenções dos media) andaram à deriva, vejo-me obrigado a transcrever essas belas palavras:

"Vamos ganhar o Jogo do Mata, vamos esmiurçalos até ao titãnio ... FORÇA PORTUGAL :)"

Esmiurçalos até ao titânio entra assim para as aquela lista de coisas que nunca pensei poder vir a ter a oportunidade de ler.
publicado por Mário às 23:16 | link | comentar | partilhar
Quinta-feira, 24.06.10

Sint-Jan blessed this mess!

Desde que cheguei à Bélgica há quase 2 anos, houveram meia-dúzia de dias a destacar, entre os quais alguns que ficarão para sempre marcados na categoria dos acontecimentos mais importantes da minha vida... O dia em que conheci a Joana, o dia em que começámos a namorar, o dia em que a minha mãe chegou para se instalar de vez por aqui e finalmente, o dia de hoje. Porquê o dia de hoje? Porque simboliza uma hipotética mudança em todo o rumo que esta minha vidinha tomará nos próximos tempos. É incrível como se passa do 8 para o 80 num instante, sem passar pelos outros 72 números que compõem a contagem. É incrível como se passa do tudo mal para o tudo bem sem que haja um tudo mais-ou-menos. Pelo menos comigo... É por isso que declaro oficialmente o São João (que é festejado precisamente hoje) como meu santo padroeiro. Caso fosse cristão, acreditaria piamente que ele me tinha dado uma marteladinha de sorte, com um daqueles de plástico mas em versão espírito santo ou assim...

PS: André Saramago, já te respondi ao mail para o antigo endereço que tinhas. Como não sei se ainda o usas, contacta comigo através de mariolopes.eu@gmail.com, com um "Olá" ou assim, para saber para onde te responder... Vá, vá.
publicado por Mário às 23:28 | link | comentar | ver comentários (2) | partilhar
Quarta-feira, 23.06.10

Há um ano atrás andava por aqui:





De férias, no Hawai.

Este ano será complicado haver férias, então resta-me olhar para as fotos...
publicado por Mário às 21:23 | link | comentar | ver comentários (3) | partilhar
Segunda-feira, 21.06.10

Headline em jornal Norte-Coreano

Ao que parece, depois do mundial de futebol, a equipa da Coreia do Norte vai sofrer uma reestruturação completa. E isto não se deve ao resultado obtido no jogo contra Portugal mas porque, a maior parte da delegação sofre de problemas cardiovasculares e espera-se que à chegada a Pyongyang morram todos com um AVC colectivo. A sorte é que o regime de Kim Jong Il, prevê que, na ocorrência de casos destes, as famílias dos acidentados têm direito a férias por período indeterminado em local a definir. O não cumprimento das férias e/ou do AVC também é previsto na lei e punível com a obrigatoriedade do cumprimento dos mesmos.

in The Pyongyanger
publicado por Mário às 20:36 | link | comentar | ver comentários (1) | partilhar
Domingo, 20.06.10

O Problema das Vuvuzelas...

... não é de agora:

publicado por Mário às 10:27 | link | comentar | ver comentários (2) | partilhar
Sábado, 19.06.10

Do baú!

Ontem estive a reler um blog meu de 2003/04 e cheguei à conclusão que já escrevi muito melhor em comparação com o que escrevo agora, mas, também (como é normal na adolescência), tudo o que escrevia ia acabar de uma forma ou de outra no tema sexo.


11 de Janeiro de 2004

Olá a todos! Devem ter sentido imensas saudades minhas... Já lá vai mais de uma semana desde o meu ultimo post, e uma semana, sem publicar os meus pensamentos e divagações (como diria o meu amigo Luis) é uma grande perda, culturalmente falando, para toda a aldeia global. Bem... O tema que vos trago hoje, é sem dúvida, o mais marcante de toda a minha conceituada carreira "Weblogistica". É uma verdadeira história merecedora de um livro da grande editora "EUROPA-AMÉRICA" (já que só lhes falta publicar livros com SMS's corrente... Ai desculpem... Soube agora que já publicaram)... É um caso verídico de amor... Um autêntico drama dos nossos lares... Talvez absurdo para os leigos do amor, mas para quem vive sedento da eterna paixão, é só mais uma história, mais um caso, talvez, em tudo, semelhante à história da vossa vida afectiva. Já toda a gente deve ter lido em revistas, panfletos, jornais... "O amor não escolhe idade, raça, nem sexo", mas uma situação com a intensidade com que esta foi vivida, é um autêntico caso singular. Dois individuos de raças diferentes cujas idades são fortemente separadas por amplitudes geracionais de grande escala, viveram um conturbado, curto mas intenso romance. Pode-se dizer, que a única caracteristica em comum, era mesmo, o facto de ambos serem individuos do sexo masculino. Passo a explicar... No caso daqueles dois, tem de se compreender, que não podiam conviver muitas vezes, a relação estava presa por um fio, e a única opurtunidade que obtiveram, tentaram aproveitar. É o verdadeiro caso, da experiência anal entre um PikenuA Albino de pilinha cor-de-rosa, e um Caniche de pelagem cinzenta. Tomix e Dingo respectivamente! Não esquecendo mencionar, que são dois belos exemplares, cada um de sua raça... Também não esquecendo o facto de Tomix, ter apenas 3 anos e pouco, e Dingo ser um veterano nas andanças da vida, já com uns bem vividos 12 anos. Pois bem... Estava o cão do meu primo (Tomix) na rua para (supostamente) fazer as suas necessidades fisiológicas, e aproveitou para exercer outro tipo de necessidades, ENRABAR O DINGO!!! Por amor de Deus, isto depressa passa de um verdadeiro caso de amor, para uma trágica história em que Dingo foi apanhado desprevenido... 12 anos... 12 anos... É uma vida, merece respeito! É um velho cão já podendo ser considerado, um ancião... E estava no local errado à hora errada! Se não fosse a dona Glória a contar ao meu primo (Camolas), ainda hoje o seu cão estava a foder o orificio anal do sr. Dingo, e, segundo a dona Glória, Tomix estava convicto que era aquilo que queria fazer, de tal maneira que controlava toda a situação. O desgraçado do velhote, só conseguia ganir com todas as suas forças, enquanto que o suor de Tomix escorria-lhe por aqueles bigodes que transpiravam jovialidade. Deixo uma grande questão no ar. Caso de Amor? Ou Violação? Será que Dingo queria levar no cu? Ou estava simplesmente a passar pela zona, abanando a sua cauda detentora de bastante sex apeal (segundo as tendencias de Tomix)? Mais uma vez, Mário Lopes a fazer-vos pensar acerca dos complexos problemas da nossa sociedade! Mais uma vez, a despertar-vos as mentes.
publicado por Mário às 09:52 | link | comentar | partilhar

Assim dá gosto fotografar!

publicado por Mário às 00:50 | link | comentar | partilhar
Sábado, 05.06.10

Não morri, ando na apanha do tomate

Perdoem-me senhores e senhoras mas, desde que comecei a trabalhar na estufa não tenho tido tempo para vir aqui. Voltei aos horários de trabalho abrutalhados. Saio de casa às 6 e volto perto das 19, tal como quando trabalhava na ETAR de Bruxelas e, tirando os dias que vamos a casa de família jantar ou tomar café, restam pouquinhos que usamos para dar uso à nossa box Belgacom, onde agendamos previamente a gravação de filmes (tipo Meo, presumo).
Lá no trabalho corre tudo bem, faz amanhã um mês que comecei. Como é lógico não há um único belga a não ser o patrão, portanto sou eu, 20 e tal marroquinos e 4 polacos. Como me entendo com eles? Os polacos falam inglês e os marroquinos francês ou nederlands. Confusão. Tive de ir buscar o francês ao baú, mas já consigo manter algu!mas conversas.
Nos primeiros dias, levantava-me cedíssimo e ia de bicicleta até à estação, apanhava o autocarro e depois andava uns 20 minutos a pé; depois arranjei uma bicicleta desdobrável para levar comigo no bus, chegar ao destino e pedalar até ao trabalho; agora, vou com o Aziz de carro, muito melhor, tirando a parte de ter de levar com música árabe em volume de me rebentar os tímpanos desde que entro no carro até sair.
Em relação às minhas funções propriamente ditas, variam consoante os dias. Às 2as, 3as e 5as corto troços de tomate e meto em cestos que são transportadas num carrinho. Às 4as e 6as corto os ramos de folhas para não fazerem sombra à fruta e assim poderem crescer mais rápido. Não é duro mas muito cansativo, porque são funções de repetição como numa linha de montagem, 10 horas por dia. A parte, a modos que lixada, é a temperatura. Ontem estavam 30 graus na rua, e quando saí parecia-me fresco. Pois, lá dentro pode chegar aos 40 e tal, 50 graus, num ambiente húmido. Uma espécie de micro-clima tropical...
Transpiro que nem um porco mas, estou satisfeito por ter finalmente encontrado um trabalho remunerado em condições.


Tem sido esta a minha vida durante a ausência destas lides, e penso que continuará a ser nos próximos meses, portanto, a actualização deste espaço será esporádica. Adicionem-me nos vossos Feed Readers, se tiverem. Se não tiverem, não deixem de cá vir ò mastronços.
publicado por Mário às 10:38 | link | comentar | ver comentários (4) | partilhar

FacebookFlickrLast.fmVimeo

Recentes

 

Arquivo

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

Links

RSS